Topo
Blog do Orlando

Blog do Orlando

Categorias

Histórico

petição pede continuidade do nupa, núcleo de animação

Orlando

2013-03-20T13:11:06

13/03/2013 11h06

a cada mudança de gestão nas prefeituras do país, corre-se o risco de, por incompetência, razões políticas ou mesmo pouco caso, alguns grandes projetos serem enterrados.
o núcleo paulistano de animação é um desses bem sucedidos projetos que corre esse perigo.
criado e coordenado pelo animador céu d'ellia em 2010, o nupa ofereceu aulas gratuitas utilizando o espaço do centro cultural da juventude ruth cardoso, na periferia da zona norte de são paulo.
juntando profissionais de reconhecida competência, jovens interessados e editais municipais específicos à animação, o núcleo produziu uma série de belos filmes, de cristalina qualidade, lúdicos e muito ligados à temática da cidade.
no mesmo espaço, durante esses quase 3 anos, foram oferecidos palestras, oficinas, troca de experiências além de um laboratório digital equipado com computadores, softwares e ferramentas necessárias para a produção de filmes de animação.
tudo isso de graça e sem deixar a qualidade de lado.

com a mudança de gestão criou-se um impasse e, até agora, março, não se sabe se o núcleo poderá continuar suas atividades ou se será desmontado.
para falar disso e sobre a petição que corre pela rede pedindo a continuidade do projeto, o coordenador céu d'ellia:


blogdoorlando – céu, o que é o nupa?
Céu –
NUPA, núcleo paulistano de animação, é um programa para incentivar a arte e indústria da animação e produzir filmes que aprimorem, através de arte e cultura, as relações de cidadania.

 

cena de paulicéia bicicletas



blogdoorlando – qual o critério usado para os trabalhos desenvolvidos ali?
Céu –
As ações nasceram da minha experiência com animação e sócio-ambientalismo, somadas ao debate com o Prof. Calil (Cinema/ECA-USP) e o sociólogo Leandro Benetti. O critério principal é a interpretação para a comunicação de massa dos princípios de Biofilia (E. Owen Wilson) e Memória e Paisagem (S. Schama) que desenvolvi com a bióloga Andrée de Ridder e que recebeu o prêmio Hopes em 1996.
Na prática, até aqui, seguimos um tripé básico:
– Criar condições para que os jovens da periferia tenham acesso às ferramentas e ao conhecimento da animação, seja para produzirem seus próprios filmes ou para ingressarem no mercado de trabalho.
– Promover produções de caráter coletivo que agreguem os melhores profissionais e artistas da cidade, interagindo com os jovens, e criando novos patamares de referência estética.
– Realizar filmes que dialoguem efetivamente com o público, inclusive com participação nos roteiros, incentivando o debate cultural e socio-ambiental. Aproveitar o potencial da própria cidade como motor da criação.

blogdoorlando – de onde vem a verba para o desenvolvimento dos projetos?
Céu –
Até 2012, da Secretaria Municipal de Cultura, via CCJ Ruth Cardoso, fonte FEPAC (Fundo Especial de Promoção de Atividades Culturais).

 

cena do filme paulicéia tye-tê

 

blogdoorlando – qual o diferencial do trabalho desenvolvido ali e de outras tentativas similares?
Céu –
Do ponto de vista de oficinas oferecidas em centros culturais, o grande diferencial é que existe uma meta de continuidade permanente e produção efetiva. As aulas são adequadas ao potencial dos alunos, conforme seu desenvolvimento. Aqueles que se envolvem mais recebem bolsas de residência artística. E todas as oficinas estão ligadas à produção real de filmes. Este é um enorme diferencial, porque é um estúdio-escola, ou seja, um núcleo de produção.
Enquanto fomento a indústria da animação, ao invés de emularmos os formatos consagrados em outros países, estamos buscando nosso próprio formato, interagindo com a comunidade e com o público, usando a web para construir nosso próprio canal e rede social. A série de filmes Paulicéia é um exemplo disso.

blogdoorlando – com a mudança de prefeito o núcleo pode acabar? existem projetos em andamento?
Céu –
Sim, com a mudança de prefeito o núcleo inicia 2013 paralisado. Houve uma recomendação do Secretário de Cultura anterior para que o programa fosse mantido, mas até agora não fomos recebidos pelo novo Secretário, Sr. Juca Ferreira, apesar de já termos tentado o diálogo. O CCJ tem um novo diretor, bem simpático, que nos procurou e informou que tem interesse em manter o núcleo. Mas ao mesmo tempo também nos informou que sem verba para filmes. Em outras palavras, o NUPA deixaria de produzir filmes e passaria a ser apenas uma local para oferecer oficinas sem produto final consistente. E isso não é o NUPA.
Importante entender: o corte de verbas não é prerrogativa do CCJ, é decisão do gabinete. Então voltamos ao ponto inicial: é preciso um diálogo com Juca Ferreira. Por enquanto, aguardamos.
Em relação a projetos em andamento, há dois filmes da gestão anterior em fase de finalização. São duas propostas diferentes de produção coletiva. Uma mais profissional e voltada ao mercado, o Kabaré Animado. E outra mais experimental, utilizando pesquisas livres dos alunos, o clip Expansão.

 

cena do filme mario de andrade

 

blogdoorlando – Há uma petição circulando pela internet pedindo que o núcleo continue na ativa. quem quiser assinar faz o que?
Céu –
A petição foi uma iniciativa dos alunos e alguns artistas, que criaram o movimento #FICANUPA. E tem meu total apoio, porque é uma forma de legitimar o processo. Se a nova gestão do Prefeito Haddad optar por continuar o NUPA, saberá que tem apoio público pra isso.
Pra assinar é preciso entrar através do Facebook. É um app chamado Causes e o link é: http://t.co/UVOclqgY2y

 



quem é céu d'ellia
Céu D´Ellia, cineasta de animação, 50 anos
Iniciou sua carreira profissional em 1979 fazendo animações publicitárias. Em 1988, lançou o curta metragem de animação experimental ADEUS. A partir daí trabalhou em Londres para produções internacionais, sendo finalmente contratado por Steven Spielberg para a equipe que deu origem à Dreamworks, na época, Amblimation.
Em meados dos anos 90, por interesse nas relações entre cultura e meio ambiente, muda o foco de sua carreira, recebendo em 1996 um prêmio científico internacional por trabalho nessa área (Hopes for the Future for a Sustainable World, pela IUAPPA), um conjunto de princípios para a comunicação de massa ter um papel ético e propositivo nas mudanças necessárias nas relações da sociedade humana com o planeta.
Desde 2010, criador e diretor do NUPA

Canal NUPA no Vimeo: http://vimeo.com/channels/nupa <http://vimeo.com/channels/nupa>

 

 


Sobre o autor

Orlando Pedroso é artista gráfico e ilustrador, trabalhou com praticamente todas as publicações da grande imprensa. Foi colaborador da Folha de S. Paulo de 1985 a 2011. Ilustrou mais de 60 livros infanto-juvenis e é co-autor de “Livro dos Segundos Socorros” e “Não Vou Dormir” – finalista do prêmio Jabuti de 2007 nas categorias “ilustração” e “melhor livro”. Foi vencedor do Prêmio HQ Mix de melhor ilustrador nos anos de 2001, 2005 e 2006. Expôs nas mostras individuais como “Como o Diabo Gosta”(1997) , “Olha o Passarinho!”(2001), “Uns Desenhos” e “Ôtros Desenhos” (2007). Em 2008, faz uma exposição retrospectiva de 30 anos de trabalho como artista convidado do 35º Salão de Humor de Piracicaba.- É autor dos livros Moças Finas, Árvres e do infantil Vida Simples, e membro do conselho da SIB – Sociedade dos Ilustradores do Brasil.

Sobre o blog

Este blog trata de artes gráficas, ilustração, cartum, quadrinhos e assuntos aleatórios.